Aniversário da Comunidade Obra de Maria traz Padre Marcelo Rossi à Arena PE

  • Categoria: Gazeta Nossa
  • Escrito por Paulo Rocha

Padres Marcelo Rossi e Damião Silva

Dia 01 de Outubro, um grande encontro, inédito, na comemoração dos 27 anos da  Obra de Maria. Juntos, em um só lugar: Padres Marcelo Rossi, Reginaldo Manzotti, Antônio Maria, João Carlos, Damião Silva e participação especial da orquestra Criança Cidadã.
À partir das 13h, na Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata, esta data ficará  marcada pela volta do Padre Marcelo Rossi aos palcos em Pernambuco. Fiéis aguardam ansiosos por esse momento tão esperado que será contagiado por  muita fé, louvor, e adoração !
O grande evento  está sendo organizada pela Obra de Maria com apoio da RCCBRASIL (Renovação Carismática Católica).
Os ingressos já começaram a ser vendidos na Comunidade Obra de Maria, Paulinas livraria, Loja Condomínio e no site www.guicheweb.com.br

Comunidade Obra de Maria – Em 1985, era fundada a Comunidade Obra de Maria por Gilberto Gomes Barbosa (estando à frente da obra até hoje, junto com Maria Salomé Ventura). Sua sede situa-se  na cidade de São Lourenço da Mata/PE (a 3km do Terminal Rodoviário, em frente a Arena PE).
A Comunidade é uma Associação Internacional Privada de Fiéis, que possui personalidade jurídica aprovada pelo Vaticano. Sua atuação se dá por Clérigos ou leigos que juntos se empenham em fomentar uma vida mais perfeita, com iniciativas de evangelização, obras de caridade ou piedade, e animação de ordem temporal e espírito cristão. Todas as missões da Obra, procuram engajar profissionais e voluntários nas áreas de saúde, esporte, teatro, música, pintura, dentre outras que se disponham a ensinar aos adultos e crianças transformando-as  por meio da evangelização.
Atualmente a Comunidade Obra de Maria está presente em 15 Estados e no Distrito Federal.  No exterior, são 17 países, sendo 6 no continente Africano, com cerca de 2.800 voluntários sempre desenvolvendo trabalhos no campo social e missionário a serviço dos mais pobres.
Para maiores informações: (81) 3081.4749 e site  www.obrademaria.com.br

Acadêmico escadense lança CD

  • Categoria: Gazeta Nossa
  • Escrito por Paulo Rocha

Foto: Aele

O acadêmico Valdeci Siqueira (Dedo), lançou no final de julho, no Restaurante Vitorino Gourmet, seu primeiro CD – Eco de um Grito, reunindo amigos e grande parte da intelectualidade escadense. O evento foi abrilhantado com as apresentações de Edvaldo Levino, Dimison Cesar, Selma, Eli Ferreira, entre outros.
Fonte: Academia Escadense de Letras

Artistas na luta por um São João legitimamente nordestino

  • Categoria: Gazeta Nossa
  • Escrito por Paulo Rocha

Polêmica sobre a presença da música sertaneja tem exaltado ânimos de parte a parte

Paulo Rocha – A discussão não é nova, mas tem adquirido contornos cada vez mais nítidos: Os festejos juninos pagos com o dinheiro público devem trazer grandes nomes musicais de outros gêneros, a peso de ouro, em detrimento da verdadeira essência do São João, que seria o forró?
Prefeitos de várias cidades, como Campina Grande, se defendem e dizem que a presenças de nomes famosos atraem mais público. Mas se como o dinheiro público não deveria virar lucro, supõe-se a ingerência da iniciativa privada que coloca dinheiro nestes eventos (a exemplo das cervejarias) e portanto influi ou impõe a escolha de nomes como Pedrinho Pegação, Saia Rodada, Wesley Safadão, Luan Santana e muitos outros. Não há dúvidas que estes nomes atraem mais público, independente da qualidade, mas com certeza descaracterizam a festa nordestina e frustram turistas que vêm de outros estados para conhecer a cultura local.
Vários artistas de renome já entraram na briga, já denominada pelas redes sociais de “Devolva meu São João”. A que causou mais polêmica foi a opinião de Elba Ramalho, que mesmo contratada para shows no São João, resolveu alfinetar as duplas sertanejas, declarando que nordestinos não cantam em Barretos (paraíso dos sertanejos) então duplas sertanejas não deveriam cantar no São João nordestino. Logo Marília Mendonça, sem a mínima noção, disse que se Elba tivesse alguma música de sucesso com certeza seria chamada a cantar em Barretos, citando Wesley Safadão como se fosse forrozeiro.
Bastou para que Alcimar Monteiro (autodenominado Rei do Forró) subisse o tom, chamando MM de “galinha”.
Até o fechamento desta edição, Maciel Melo já tinha se juntado ao coro dos que defendem o legado de Luiz Gonzaga, mas vai além. Critica a burocracia imposta aos cantores locais, que, sabemos, tem de gravar seus shows como “prova” de que cumpriram o contratado. Além disso, já é alvo até do Ministério Público de Pernambuco a questão do atraso nos pagamentos de artistas locais, enquanto os artistas “do sul”, recebendo cachês até dez vezes maiores que um grande artista local, só sobem no palco com seu cachê garantido.
Uma coisa é certa: pela primeira vez, publicamente, artistas nordestinos de várias magnitudes se unem para defender um interesse comum contra a imposição sulista da mídia, das gravadoras e dos cartéis dos chamados “produtores musicais”, que impõe seus “staffs” a entes públicos nem sempre republicanos.
O São João vai passar, mas que fique esta lição aos nossos autores, cantadores, repentistas, coquistas e toda a constelação da cultura nordestina. É preciso se unir mais, relegar vaidades a segundo plano e alavancar conjuntamente a verdadeira música nordestina, ou a mesma será realmente massacrada pela mediocridade melódica que se espalha feito um câncer por toda a juventude em todos os cantos deste Brasil maiúsculo em sua essência mas minúsculo em sua representação.

Transporte de Jaboatão faz um dia de greve

  • Categoria: Gazeta Nossa
  • Escrito por Paulo Rocha

Motivo é não votação na Câmara de Vereadores de projeto que melhora o sistema de transportes no município

Às vésperas da audiência pública que discutirá o transporte em Jaboatão dos Guararapes, os permissionários do transporte de Jaboatão (vans) entra em greve de advertência hoje à meia noite, em protesto contra a atitude da Câmara de Vereadores de Jaboatão dos Guararapes, que não vota o projeto do executivo que moderniza o setor. Os permissionários das três cooperativas voltam a circular amanhã, a partir das 15 horas. No início de maio, nada menos que 16 vereadores, segundo o blog de Roberto Santos, pediram vistas ao projeto, num claro objetivo de retardar sua votação. Em seu artigo, o cientista político Roberto Santos diz acreditar que a manobra seria uma pressão contra o Prefeito Anderson Ferreira, sem objetivos claros até agora.
Por sua vez, o comunicador Anselmo Campelo, na Rádio Cidadania, insinuou hoje, dia 18, que alguns vereadores poderiam estar recebendo benefícios de empresas de ônibus para não aprovar o projeto como ele está.
Em vídeo nas redes sociais, o vereador Daniel Alves detona o projeto e o sistema de transportes por veículos de pequeno porte, defendendo claramente o modelo do Grande Recife Consórcio e contra o Vem Municipal. Tentando justificar a análise do projeto, diz que muitos dos permissionários são contra o projeto e que a Secretaria de Transportes municipal não comanda o transporte. O vídeo vem com a irônica hastag #FéCompromissoSocial.
Segundo dirigentes da Cootrape, a audiência e desnecessária e só busca postergar ainda mais a aprovação do projeto, que já foi discutido à exaustão, inclusive durante a administração passada, com consultas à população e estudos técnicos por parte da Prefeitura, das Cooperativas e do Grande Consórcio.
A Audiência Pública sobre o assunto é amanhã, sexta-feira, dia 19, às nove horas da manhã, na Câmara de Vereadores de Jaboatão, e promete ser animada.