Encontro de Blocos Líricos em Jaboatão dia 20 de agosto

  • Categoria: Jaboatão

Encontro cultural marcará lançameno do Bloco Carnavalesco Lírico Flabelo do Amor

Tradicional Bloco da Saudade estará presente

Um grande encontro cultural acontecerá no Clube dos Ferroviários, em em Jaboatão Centro, no próximo dia 20 de agosto, domingo, das 10 às 15 horas. A festa será para celebrar o lançamento do Bloco Carnavalesco Lírico Flabelo do Amor.
O encontro já tem grandes atrações confirmadas: Orquestra Evocações, Blocos da Saudade, Compositores e Foliões, Boêmios da Boa Vista, Coco do Serrote, Damas e Valetes (Olinda), Amantes das Flores (Camaragibe), O Bonde e Bloco das Flores.

Joelma Evaristo, idealizadora do bloco

O bloco – Idealizado por Joelma Evaristo, que há 20 anos se apresenta em carnavais de rua. Iniciou na Escola Rodolfo Aureliano, de Jaboatão dos Guararapes, e participou de vários grupos, sendo coreógrafa da ala jovem e depois flabelista no Bloco Flor da Lira, de Olinda. Também participa há 15 anos do Maracatu Aurora Africana, dançando também em várias orquestras. Depois de tanta experiência, Joelma resolveu criar seu próprio bloco, uma vez que também tem largo relacionamento no meio das manifestações culturais que também se apresentam no Carnaval. O bloco está sediado na residência de Dona Joana Maria da  Silva, mãe de Joelma, na rua Epitácio Pessoa, na Vila Rica, em Jaboatão, local onde surgiu a ideia de criação do bloco.

O flabelo – Os blocos líricos não tem estandarte, mais flabelo. Joelma é quem conta a história: “O flabelo de um bloco lírico só pode ser conduzido por uma mulher. Essa tradição vem dos idos de 1920, quando surgiram os primeiros blocos mistos, admitindo a presença de mulheres. Depois grande parte destes blocos adotaram a denominação de blocos carnavalescos líricos, muitos dos quais sobrevivem até hoje”.
A confecção do flabelo do bloco, com oito mil lantejoulas, bordadas pela própria Joelma, foi executada pelo aderecista Carlos Eduardo, do Maracatu Pai Adão.

O hino – O bloco lírico Flabelo do Amor já nasce praticamente completo, com diretoria, orquestra (a cargo do Maestro Barbosa) e hino, com letra e música de Aguinaldo Ferreira. O bloco ainda foi brindado com uma composição do Maestro Spock.