Moradores do Suvaco da Cobra reclamam da situação do posto de saúde

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

O Suvaco da Cobra, uma das tantas comunidades abandonadas pelos sucessivos governos de Jaboatão dos Guiararapes, continua com seus problemas e nada é feito em prol dos moradores. A não ser o nome bonito que deram à localidade: Novo Horizonte!
Pois o horizonte da saúde na comunidade está cada vez mais nublado. Moradores reclamam que a unidade de saúde local está em completo abandono. Segundo Ronaldo Alves, morador da comunidade há mais de 8 anos, na unidade faltam medicamentos como Cefalexina e Amoxicilina. Além disso, não existe dentista há mais de 2 anos e a estrutura do equipamento está toda danificada, janelas quebradas, reboco mofado e muito mato, que serve, segundo os moradores, como esconderijo para assaltantes.
Apesar de os profissionais se esforçarem no atendimento a mais de 2 mil pessoas da comunidade, infelizmente a infraestrutura deixa a desejar, necessitando de atenção imediata do poder público.

Bilhetagem eletrônica deve voltar até julho no transporte complementar de Jaboatão

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Concessão para o transporte de passageiros por veículos de pequeno porte será renovada por mais oito anos

O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, enviou à Câmara de Vereadores, dia 10 de março, projeto de lei que renova pelo período de oito anos a concessão pública que regulamenta o transporte por veículos de pequeno porte no município, uma necessidade exigida pela classe e sempre postergada pela gestão de Elias Gomes.

Representantes das três cooperativas do município se comprometeram a renovar, até março de 2018, pelo menos 100 dos 286 veículos que atualmente compõem a frota. Na reunião, realizada no gabinete do prefeito, também ficou definido que, até o próximo mês de julho, o sistema de bilhetagem eletrônica voltará a operar no município. O projeto de lei atende a um pleito antigo da categoria do transporte alternativo e que está sendo atendido pela nova gestão municipal.
Ao explicar as melhorias previstas no projeto, o prefeito Anderson Ferreira ressaltou que a meta repassada às cooperativas é de garantir que, ao longo dos próximos oito anos que a concessão vigorar, todos os micro-ônibus possam ser substituídos por novos modelos, muitos dos quais já estão circulando. Isso vai garantir mais segurança e conforto para trabalhadores e passageiros, além de elevar o nível do serviço prestado à população.
“Nosso objetivo é propor mudanças que, de fato, permitam melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados aos jaboatonenses. Fomos procurados pelos representantes da categoria e deixamos claro, logo nas primeiras conversas, que a nossa gestão vai estar sempre de portas abertas para qualquer setor que queira ajudar no desenvolvimento econômico e social do município”, disse o gestor.

Presidente da Cootrape, Alex Sandro da Silva elogiou a iniciativa do atual governo, que, segundo ele, se mostrou preocupado em garantir melhores condições de trabalho para os profissionais do transporte alternativo e permitir que os jaboatonenses possam desfrutar de um serviço mais seguro e confortável.
“Esse é o primeiro passo, mas que é visto como um gesto grandioso. Levamos quatro anos, durante a gestão passada, para conseguir que o antigo prefeito assinasse nossa pauta de reivindicações, algo que, no governo do prefeito Anderson Ferreira, aconteceu em menos de dois meses. A prefeitura fez a sua parte, ao demonstrar atenção para com a nossa categoria. Agora é a nossa vez de retribuir, melhorando a qualidade do serviço que prestamos”, afirmou Alex Sandro.
Também participaram da reunião o secretário municipal de Infraestrutura, Luís Medeiros; o secretário-executivo de Mobilidade e Acessibilidade, Éden Vespaziano; os presidentes da Coopertransp e Coopertranja, José Lúcio e Severino Marcos, respectivamente; além de outros membros da prefeitura e das cooperativas.

TCE vai auditar Fundo Previdenciário de Jaboatão

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Foto: Valter Andrade/PMJG

O conselheiro Ranilson Ramos autorizou o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco a fazer uma auditoria especial nas contas do JaboatãoPrev (o fundo previdenciário dos servidores públicos municipais de Jaboatçao), atendendo a uma solicitação feita pelo prefeito Anderson Ferreira. Ramos é o relator das contas do município do exercício financeiro de 2017.
O pedido foi encaminhado ao procurador geral do Ministério Público de Contas, Cristiano Pimentel, que após análise preliminar feita na documentação apresentada pelo prefeito constatou indícios de irregularidades na movimentação financeira das contas previdenciárias.
A Prefeitura possui dois fundos de previdência e segundo o procurador do TCE houve transferência de recursos de um para outro, para bancar o pagamento de aposentados, “e isso precisa ser aprofundado”.
Pelas contas do atual prefeito, foram usados irregularmente de um dos fundos que não poderia ser movimentado, entre agosto e dezembro do ano passado, R$ 15,4 milhões para pagamento de aposentados e pensionistas.
Assessores do ex-prefeito Elias Gomes alegam que houve apenas uma “operação administrativo-contábil” para honrar a folha dos inativos num momento da crise e que considera importante a realização da auditoria para que os fatos sejam esclarecidos.
Na denúncia feita pelo atual prefeito Amnderson Ferreira são citados como possíveis participantes da movimentação financeira o ex-prefeito Elias Gomes, Reinaldo Trajano Cordeiro Júnior (ex-presidente do JaboataoPrev), Mirtes Cordeiro (ex-secretária de Planejamento) e Akemi Morimura (ex-secretária de Finanças).
Caso as irregularidades sejam consideradas procedentes pelo TCE, haverá a rejeição das contas do ex-prefeito Elias Gomes relativas ao ano em questão e ainda podem ser aplicadas multas aos envolvidos. O resultado final do processo, segundo o Ministério Público de Contas, será enviado ao Ministério Público do Estado (MPPE), para que o órgão avalie se cabe alguma ação civil de improbidade ou ação penal.
(Com informações da Gerência de Jornalismo do TCE e Blog da Folha)

Jaboatão sem Carnaval

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Peça publicitária convida para passar o Carnaval em Jaboatão.

Depois da ridícula gestão de Elias Gomes no campo da Cultura, o jaboatonense até já se acostumara sem os festejos carnavalescos oficiais. Elias dava uma desculpa qualquer e ia curtir o carnaval em outras cidades.
Anderson Ferreira sinalizou que o Carnaval voltaria, quando lançou edital convocando artistas e empresas de eventos especificamente para o Carnaval 2017.

Dos inscritos, foram selecionadas mais de 100 atrações, inclusive com alguns grandes nomes como Irah Caldeira, André Rio, Alcymar Monteiro, Fim de Feira e Vates e Violas, entre outros, além de dezenas de orquestras de frevo, todos considerados “habilitados”. O comunicado oficial vem assinado por Maria Fernanda – Gerente de Cultura,
Roberto Vasconcelos – Coordenador de Eventos da Secretaria de Cultura, José Marinheiro – Superintendente e Joaquim Naziazeno Do Rego Barreto Junior, Secretário Executivo de Cultura, Esporte, Lazer e Juventude. A Gazeta Nossa não conseguiu os contatos, inclusive não disponibilizados no site oficial da Prefeitura.

Eis que senão, após a publicação de 18 de fevereiro, o assunto some de pauta completamente; não houve divulgação de atrações, de polos ou de qualquer iniciativa oficial de promoção ou de fomento do Carnaval. A Gestão simplesmente ignora o assunto, não dando explicações à sociedade nem em seus meios de comunicação oficiais nem nas redes sociais.

O mais estranho é que dia 19 foi lançada uma campanha publicitária de fomento ao turismo, inclusive citando o Carnaval em pelo menos duas peças.
Como fomentar o turismo ignorando a maior festa popular brasileira e a que mais atrai turistas?

Marlus Costa responde sobre nota na edição 216 da Gazeta Nossa

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Recebemos nota do vereador eleito Marlus Costa e atual secretário executivo na administração de Anderson Ferreira, em Jaboatão dos Guararapes, refutando informações publicadas na coluna “Paulo Rocha”, na edição de fevereiro do jornal Gazeta Nossa. Marlus Costa explica que é um direito constitucional do vereador optar pelo salário de vereador enquanto secretário executivo. Marlus não comentou sobre a indicação de parentes para cargos na atual gestão.
Veja a nota na íntegra:

“Meu nobre amigo Paulo Rocha
Gostaria de externar minha resposta sobre sua nota no Jornal. Primeiro que não existe sub-secretaria, esse cargo não
conheço, existe sim uma secretaria executiva.  
Segundo que não houve manobra para escolha de salário, pois é um direito constitucional além de já existir na lei orgânica de Jaboatão há muitos anos, veja lá Artigo 36 parágrafo 3°.
§ 3º - Na hipótese do inciso I, o Vereador poderá optar pela remuneração do mandato.
A mudança da lei foi apenas uma atualização de funções do executivo que quando foi elaborada, não existia função de secretário executivo, caso eu me licenciasse o suplente poderia pedir na justiça eleitoral a perda do meu mandato. A oposição apenas inverteu a finalidade. Acredito e sempre acreditei no potencial trabalho do Gazeta Nossa, porém acho interessante a publicação de matérias escutando as duas partes.”

Parabenizo o vereador eleito pela atenção à imprensa, esperando que esta atenção não se restrinja aos momentos de crítica. Quanto ao termo “sub-secretário”, utilizado na matéria, ou “Secretário Executivo”, como prefere o vereador, é apenas uma questão semântica, uma vez que toda secretaria executiva é, na prática, uma sub-secretaria (no caso, apensa à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade), apenas com um nome mais bonitinho, para que os ocupantem ostentem o nome de “secretário”.
Quanto a optar pelo salário de vereador, pode até ser um dreito constitucional, mas pessoalmente considero uma decisão que diminui a imagem dos que assim procedem. Se o salário de “Secretário Executivo” fosse maior do que o de vereador, optaria por qual?
Por fim, discussões à parte, quero afirmar que também acredito no potencial de Marlus Costa, e espero sinceramente que consiga progressos frente à pasta, coisa que não aconteceu na gestão passada, mesmo com pessoas competentes na vanguarda, especialmente na área de turismo.

VEJA A NOTA QUE GEROU A RESPOSTA DE MARLUS COSTA

 

Associação Comunitária oferece aulas de dança no Zumbi do Pacheco

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

A Associação Comunitária Esperança, localizada no Zumbi do Pacheco, está realizando aulas de zumba abertas aos moradores da comunidade. Segundo Jair Felix, presidente da ACE, a zumba é muito saudável para os praticantes, inclusive para quem tem problemas de pressão alta e inclusive ajuda pessoas obesas a perder peso, trazendo de volta a auto estima.
Várias donas de casa tem participado das aulas, ficando com mais disposição. As aulas acontecem na quadra da Escola Municipal Antonio Vieira.
A Associação Comunitária Esperança ainda desenvolve outros projetos, como o Sopa Amiga Ceasa, aulas  de capoeira e artesanato. Mais informações pelo fone 3475-2342.

Núcleo Educacionista de Jaboatão com nova diretoria

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Tomou posse a nova diretoria do Núcleo Educacionista de Jaboatão, para o biênio 2017\2018.
A cerimônia ocorreu na noite de 22 de janeiro.
João Pedro Souza da Silva, graduando em Serviço Social pela UFPE tornou-se o novo presidente da organização, em substituição a Gerson Vicente; Getúlio Júlio Pedro de Alcântara, graduando em Ciências Econômicas pela UFPE, é o novo vice-presidente.
O Núcleo Educacionista de Jaboatão é um movimento social liderado por jovens universitários e defende que a solução da grande maioria dos problemas do nosso país está na educação.
“Acreditamos ser possível melhorar o quadro educacional e culturaldo de Jaboatão dos Guararapes através da elaboração de projetos sociais, mobilizações que promovam a conscientização
popular contra fatos que ataquem a educação pública e a cultura popular. Defendemos o voto consciente e também desenvolvemos parcerias estratégicas com escolas, empresas, autarquias, fundações e igrejas. O Núcleo é totalmente apartidário e laico”, diz o novo presidente.
Durante a solenidade, João Pedro Souza da Silva declarou que a nova diretoria tem o compromisso de continuar atuando como movimento social, monitorando as politicas públicas da prefeitura na área educacional e cultural em Jaboatão e com dedicação total na Biblioteca Comunitária Educacionista Alcides do Nascimento Lins, fortalecendo e sendo um canal de cultura e
conhecimento para o bairro de Santo Aleixo, em Jaboatão dos Guararapes.

Indústria Biofarmacêutica compra instalações da antiga Novartis em Jaboatão

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Instalações da antiga Novartis foram adquiridas em Jaboatão dos Guararapes e abrigarão a segunda fábrica da biofarmacêutica Biomm

A Biomm, indústria biofarmacêutica brasileira, com sede em Belo Horizonte (MG), adquiriu as instalações fabricadas pela Novartis na BR 101, em Jaboatão dos Guararapes (PE) com o objetivo de expandir seus negócios no País.
Com essa aquisição, a Biomm, que trabalha para abastecer o mercado nacional com biofarmacêuticos acessíveis e de alta qualidade, está investindo para ampliar seu portfólio e, consequentemente, contribuir com o maior acesso da população a biofármacos. A companhia está realizando estudos para definir o projeto mais apropriado para o local, que irá gerar empregos qualificados na região. O valor do investimento será definido após esse estudo.
O Brasil tem uma demanda importante para medicamentos biológicos e o objetivo da empresa é atender essa demanda em diversas frentes. A instalação em Jaboatão dos Guararapes possibilita mais rapidez nesse processo e potencial para ampliação do portfólio.
O investimento marca o fortalecimento do Polo Farmacoquímico e coloca o Jaboatão e Pernambuco na rota do desenvolvimento da biomedicina brasileira.
Sobre a Biomm – A Biomm atua no desenvolvimento e produção de biofarmacêuticos. A empresa possui patente para produção de insulina humana recombinante registrada em mais de 20 países, incluindo o Brasil, e pretende ampliar o portfólio no País nos próximos anos com outros medicamentos biológicos.

Noite da Resistência Negra começa dia 11 em Jaboatão

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Foto cartaz: Marcelo Ferreira
Esse ano, a décima segunda edição do projeto NOITE DA RESISTÊNCIA NEGRA DE JABOATÃO, acontece de 11 a 18 de novembro, tendo como tema: “É tempo de se unir e resistir”.
O projeto visa tornar possível as conquistas alcançadas nas edições anteriores e ampliá-las cada vez mais, fortalecendo as políticas de Igualdade Racial, as diferentes expressões da cultura afro-brasileira, envolvendo toda sociedade, em especial a comunidade de Cajueiro Seco, buscando a valorização e o respeito, bem como vivência em atividades que reafirmem sua identidade racial, com crianças, adolescentes e jovens das escolas municipais, estaduais e da comunidade em torno do projeto.
Serão oficinas, palestras, cine debate, exposição e apresentações culturais, iniciando dia 11 de novembro (das 9h às 12h), na Faculdade dos Guararapes, com o seminário “A política de Igualdade Racial e os desafios no contexto atual”.
Nos dias 16 e 17, as atividades serão direcionadas para as escolas municipais e estaduais em torno do projeto. Os alunos terão oficinas de Fanzine, Grafitagem, Dança Afro, exibições de curtas metragens com a temática e um bate-papo sobre Mídia Social.
O encerramento acontecerá dia 18/11, a partir dass 15h, na praça de Cajueiro Seco, Terminal dos ônibus, em palco, com exposições temáticas dos alunos da Rede Municipal de Educação e várias apresentações culturais com bandas, grupos de maracatus, afoxés e cantores. Quem for ao evento nesse dia, irá conferir em torno do palco uma feira de artesanato, roda de capoeira e encontro de batuqueiros. A Abertura oficial fica por conta do Cortejo Religioso do Maracatu Xangô Alafin que sairá do Centro Espírita São Jerônimo, indo em direção ao palco na praça, para o cerimonial oficial da 12a edição da Noite da Resistência Negra de Jaboatão, conduzido pelo Pai Antônio.
A Noite da Resistência Negra de Jaboatão é organizada pelo Centro Espírita São Jerônimo Ilê Axé de Xangô, em coprodução com a AD Produções Artísticas e apoio da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, Polícia Militar de Pernambuco, JF Fotografia, Blog Jeito de Contar e SINPROJA – Sindicato dos Profissionais em Educação de Jaboatão, contando ainda com o apoio institucional da Faculdade dos Guararapes e jornal Gazeta Nossa.
Mais informações em: http://noitedaresistencianegra.blogspot.com.br/ e no facebook: @noitedaresistencianegra

Mulher que caiu de ônibus em jaboatão continua hospitalizada

  • Categoria: Jaboatão
  • Escrito por Paulo Rocha

Imagem enviada por Mirna Freire

“Não quero mais andar de ônibus “, diz mulher que teve sua perna dilacerada por coletivo na estação do Jaboatão
Motoristas mal-educados, despreparados e apressados estão espalhados pelo Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (RMR). No dia cinco deste mês, na Estação do Jaboatão, Marta Valéria Freire Guedes da Silva (49 anos) teve a infelicidade de se deparar com um “profissional” que veste bem estas características.
Após o funcionário da empresa Metropolitana arrancar com o veículo, a usuária da linha Vila Rica / Jaboatão, foi arremessada para baixo do coletivo. “Hoje estou em cima de uma cama, com o fêmur quebrado e o pé esfarelado”. Em entrevista à Andros Silva, colaborador da Gazeta Nossa, a operadora de telemarketing relembra o acidente que a lesionou, conta como tudo aconteceu e fala sobre a falta de assistência financeira da empresa.
Andros – Como o acidente aconteceu?
Marta - Eu fui à última a subir no ônibus, no momento que tentei adentrar o veículo, o motorista apressado não esperou todos entrarem e foi logo arrancando o carro e fechando a porta. Nesse momento minha perna direita ficou presa e meu corpo ficou fora do ônibus. Fiquei muito nervosa e minhas mãos não paravam de suar, isso fez com que soltasse os apoios laterais da porta. Sem onde segurar, fui parar com a minha perna esquerda embaixo da roda do carro. As pessoas gritaram, mas quando ele parou o veículo, o estrago já estava feito.
Andros – Quem lhe prestou os primeiros socorros?
Marta – A cobradora ficou do meu lado o tempo todo me auxiliando. Um popular que estava no local também me ajudou, ficou segurando minha cabeça e me dando apoio. A viatura da polícia que estava presente isolou a área, afastando as pessoas que estavam fazendo fotos e vídeos. Tempos depois o SAMU chegou e me levou para o HR onde estou desde o dia do acidente.
Andros – Após o acidente, como fica sua vida? Como você está psicologicamente?
Marta – O meu psicológico está muito afetado, eu não quero mais andar de ônibus, ainda não sei como vou fazer, estou traumatizada com esse sistema, eu não sou o primeiro caso de acidente e o desrespeito é muito grande, ainda não acredito que isso de fato aconteceu comigo. Fecho os olhos e vejo as cenas. Quebrei meu fêmur, esfarelei meu pé, ainda não tenho noção de como ficará minha vida, hoje estou sobre uma cama aguardando a cura dos ferimentos causados.
Andros - O que fazia no dia do acidente?
Marta – Tudo normal. Acordei as quatro e cinquenta, como faço todos os dias para ir ao trabalho, comprei polpas, fiz o almoço do meu filho, tudo tranquilo, nunca imaginei que algo do tipo poderia acontecer. Na volta pra casa, finalizando o meu expediente e isso me acontece.
Andros – Você tem recebido assistência da empresa proprietária do veículo que lhe atropelou?
Marta – Meu irmão entrou em contato com eles (empresa Metropolitana). Num primeiro momento disseram que estavam disponíveis, só que até agora não me ajudaram em nada.